Vantagens e desvantagens da gasolina [Guia]

Conheça as vantagens e desvantagens da gasolina

Aqui no Brasil, a gasolina é um dos combustíveis mais populares usados pelos donos de automóveis — e essa escolha traz uma série de vantagens e desvantagens aos motoristas. 

Atualmente, a gasolina é obtida por meio do refino e do craqueamento (quebra) do petróleo, em um processo que pode gerar diferentes tipos de combustível e com qualidades variadas

Talvez você nem tenha se dado conta disso, uma vez que a gasolina é extremamente popular, mas é possível escolher outros combustíveis para seu automóvel rodar. 

É por conta disso que este texto existe: para apresentar as principais vantagens e desvantagens da gasolina, bem como os diferentes tipos de gasolina disponíveis no mercado brasileiro. 

Você também vai entender como a gasolina se compara com seu principal concorrente, o álcool (etanol) e como ela se relaciona com o meio ambiente. Vamos lá? 

Quais são os principais tipos de combustível para automóveis no Brasil? 

Qualquer pessoa que já tenha parado em um posto de combustível no Brasil talvez consiga responder a essa pergunta, mas será que sabe responder com detalhes? 

Por isso, antes de falar das vantagens da gasolina, é importante conhecer quais são os principais tipos de combustíveis à venda no Brasil para automóveis. 

Gasolina 

Como você já sabe, a gasolina é derivada do petróleo e costuma ser o combustível mais utilizado para veículos menores, como carros e motos. 

Além da gasolina comum, também são vendidos outros tipos de gasolina no país, como a aditivada e a premium, da qual falaremos a seguir. 

Etanol

Extraído da cana-de-açúcar, o etanol é um tipo de combustível bastante popular no Brasil, sendo bastante usado em carros de passeio e com valor mais acessível que o da gasolina — mas seu rendimento por litro também é menor. 

GNV (Gás Natural Veicular)

Com valor baixo, mas risco de causar acidentes por sua instabilidade, o gás natural veicular tem sido uma alternativa cada vez mais utilizada por quem roda muito, incluindo taxistas e motoristas profissionais. 

Diesel

Também derivado do petróleo, o diesel costuma ter um consumo mais baixo que o da gasolina, sendo bastante utilizado por veículos de porte, como caminhões, ônibus e picapes. 

O que determina a qualidade da gasolina?

Um motor movido à gasolina geralmente funciona em um esquema de quatro tempos:

  1. Admissão: consiste na entrada da mistura de ar e combustível na câmara de combustão.
  2. Compressão: as válvulas de admissão se fecham e os pistões passam a se mover para cima, ocasionando o processo de compressão da mistura.
  3. Combustão: momento onde acontece a queima do combustível e a geração da propulsão do motor.
  4. Escape: expulsão dos gases gerados pela queima do combustível para fora da câmara.

Quanto mais a gasolina suportar a compressão sem explodir, melhor a qualidade do combustível. A escala utilizada para para medir a excelência do combustível é  chamada índice de octanagem.

Para otimizar a resistência à compressão e melhorar o índice de octanagem, alguns aditivos antidetonantes, como o Etanol, são adicionados à gasolina. Os aditivos também ajudam a diminuir os poluentes gerados com a combustão e melhora a limpeza interna do motor.

O que determina a qualidade da gasolina? 

Normalmente, um motor movido à gasolina funciona em um esquema de quatro tempos. São eles:

  • Admissão: consiste na entrada da mistura de ar e combustível na câmara de combustão.
  • Compressão: as válvulas de admissão se fecham e os pistões passam a se mover para cima, ocasionando o processo de compressão da mistura.
  • Combustão: momento onde acontece a queima do combustível e a geração da propulsão do motor.
  • Escape: expulsão dos gases gerados pela queima do combustível para fora da câmara.

Como você pode imaginar, é basicamente uma sequência de passos, que consiste na explosão do combustível para gerar força para o veículo andar. 

Segundo especialistas, quanto mais a gasolina suportar a compressão sem explodir, melhor é a qualidade do combustível. 

Existe até uma escala usada para medir a excelência do combustível, chamada índice de octanagem.

Assim, quanto maior for o índice de octanagem, melhor será a qualidade da gasolina. 

Aqui no Brasil, alguns aditivos costumam ser adicionados à gasolina para melhorar sua capacidade antidetonante, como é o caso do etanol. 

Além disso, alguns aditivos ajudam ainda a reduzir os poluentes gerados com a combustão e melhora a limpeza interna do motor.

É uma determinação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP): segundo a Portaria n.º 143, todos os tipos de gasolina devem receber 25% de etanol anidro em sua composição.

Além de analisar as vantagens e desvantagens da gasolina em si, é preciso prestar atenção nos diferentes tipos de combustíveis

Quais são os tipos de gasolina disponíveis no Brasil? 

Segundo a portaria da ANP, existem duas classificações básicas sobre a gasolina vendida no Brasil — chamadas de tipo A e tipo C. 

Produzida em refinarias e petroquímicas, a gasolina A não possui etanol. 

Já a gasolina C, encontrada nos postos de combustível, possui a porcentagem de etanol determinada.

Além dessa classificação por letras, a ANP também divide a gasolina brasileira segundo seus componentes e qualidade de octanagem. São eles: 

Gasolina comum

Sem muitos aditivos além do etanol, a gasolina comum possui coloração amarelada, índice de octanagem igual a 87 e teor de enxofre máximo de 50 ppm.

Gasolina aditivada

Possui as mesmas características da versão comum, porém com acréscimo de aditivos detergentes e dispersantes, que ajudam a limpar e lubrificar motor, tanque e bicos injetores. 

É levemente esverdeada, para evitar confusões com a gasolina comum.

Gasolina premium

Com índice de octanagem igual a 91 e teor de enxofre menor, recebe diversos aditivos e costuma ser menos poluente, além de ser indicada para carros mais potentes. 

Gasolina Podium

Vendida apenas pela Petrobrás, tem muitos aditivos, índice de octanagem igual a 95 e baixo teor de enxofre, devendo ser usada por veículos de alto desempenho.

Quais são as principais vantagens da gasolina? 

A gasolina é um tipo de combustível extremamente popular em todo o planeta, de maneira que devem existir bons motivos para isso acontecer. 

É justamente desses bons motivos — as vantagens de usar gasolina no seu veículo — que vamos falar agora. Entre eles, podem ser citados: 

  • Disponibilidade global 
  • Bom rendimento 
  • Bom desempenho de arranque
  • Menor teor poluente na versão aditivada
  • Por sua densidade, auxilia na conservação do motor
  • Motores menos barulhentos, na comparação com o diesel
  • Motores mais baratos, pela escala de produção

Quais são as principais desvantagens da gasolina? 

Como tudo na vida, o uso de gasolina tem vantagens e desvantagens — e é sobre isso que vamos falar agora. Entre as desvantagens da gasolina, podem ser citadas: 

  • Uso de fonte de energia não renovável (petróleo);
  • Combustível poluente do ar; 
  • Custo alto, na comparação com outros combustíveis. 

Como se pode ver, as principais desvantagens da gasolina estão relacionadas ao seu dano ao meio ambiente. 

Quais são as principais vantagens e desvantagens da gasolina aditivada? 

Além da gasolina comum, muitos postos de combustível no Brasil costumam vender a gasolina aditivada, que conta com a adição de alguns componentes para melhorar o desempenho do motor. 

É um combustível com vantagens e desvantagens;

Entre as vantagens, podem ser citadas a boa disponibilidade, a lubrificação dos motores e a maior economia

Já entre as desvantagens da gasolina aditivada, estão o alto custo, na comparação com etanol e gasolina comum, bem como uma taxa maior de poluição do meio ambiente. 

Na comparação com o álcool, quais são as vantagens e desvantagens da gasolina? 

Essa é uma pergunta que muita gente deve se fazer — ainda mais depois da criação dos motores flex, que permitem que os motoristas abasteçam com álcool e gasolina no mesmo tanque

Nos parágrafos a seguir, destacamos quais são as vantagens de cada combustível em diferentes quesitos. 

Poluição 

Tanto álcool como gasolina precisam explodirem para gerar força para o motor fazer o veículo andar. 

Cada um desses combustíveis tem características de consumo e queima diferentes, mas ambos injetam gases poluentes na atmosfera ao serem consumidos. 

No entanto, o álcool leva vantagem no que diz respeito à poluição, uma vez que sua fonte de energia é a cana-de-açúcar, um recurso renovável na natureza. 

Já a gasolina precisa do petróleo para ser fabricada, em um processo que por si só já polui mais a natureza do que o refino do etanol. 

O refinamento do petróleo emite uma quantidade razoável de gases poluentes; além disso, vazamentos de petróleo também podem causar riscos de poluição da terra e da água. 

Desempenho

De maneira geral, a gasolina é mais densa e ajuda a lubrificar os tanques de combustível, enquanto o etanol é ótimo para limpar os motores. 

Carros flex costumam trabalhar com as duas opções, mas há diferenças na potência: o álcool tem tempo de combustão menor, resultando em menor torque do motor. 

Já o tempo de combustão da gasolina é prolongado, o que ajuda a consumir menos combustível, mas diminui a potência do motor.

Consumo

A resposta aqui é “depende”: em geral, a gasolina tende a ser 30% mais econômica do que o etanol, na comparação litro a litro. 

Esse valor, porém, é para quem segue orientações do fabricante e costuma evitar ultrapassar as rotações e faz as trocas de marcha corretamente. 

Cada veículo, porém, pode ter uma realidade — e por isso é importante testar. 

A melhor forma de fazer isso é anotar a quilometragem ao encher o tanque e também quando o veículo chegar à reserva, usando só gasolina e só etanol. 

Assim, ao dividir a quantidade de quilômetros percorridos pela capacidade de armazenamento do tanque (sem a reserva, claro), você poderá entender o consumo dos dois combustíveis no seu veículo.

Custo-benefício

Aqui a resposta também é depende: para entender qual combustível é mais vantajoso, é preciso considerar o consumo do seu veículo e também o preço dos combustíveis na sua região. 

O álcool costuma ter eficiência 30% menor do que a gasolina; no entanto, se seu preço for 70% do valor da gasolina, vale a pena abastecer com ele. 

Para saber o melhor custo benefício entre gasolina e álcool, a conta é simples: você deve dividir o valor do litro de álcool pelo da gasolina. 

Se o resultado for menor que 0,7, o ideal é escolher o álcool; caso contrário, abasteça com gasolina. 

E caso você esteja com dúvidas sobre como pode economizar combustível, fique tranquilo: a Cobli preparou aqui uma planilha para ajudar você a calcular direitinho seu consumo de combustível

Como a tecnologia pode ajudar a fazer uma gestão completa de combustível no seu carro? 

Mais do que apenas confiar em aplicativos, é possível usar a tecnologia de várias formas para fazer uma gestão completa de combustível no seu carro, motocicleta ou caminhão. 

Uma forma de fazer isso é utilizar um rastreador veicular: um dispositivo do tamanho de um pendrive que capta informações do veículo e as envia a uma central de dados. 

Na outra ponta, a presença de um sistema de comunicação no rastreador veicular — pode ser GPS, radiofrequência ou uma conexão à internet — permite que esses dados sejam enviados. 

Assim, é possível ver não só por onde o veículo passou, mas quanto ele gastou de combustível em um determinado trecho e tempo. 

Isso tudo acontece graças às tecnologias de rastreamento veicular e de telemetria

Dessa forma, é possível não só saber quanto o veículo gastou, mas também entender se há algum problema que impeça que ele seja mais eficiente com o combustível

Não se trata só de uma forma de economizar dinheiro, mas também de fazer a manutenção adequada e evitar acidentes, por exemplo. 

Muitos dos dispositivos de rastreamento veicular e telemetria, como os da Cobli, trazem informações em tempo real, o que pode ser útil tanto para o motorista particular quanto para os gestores de frotas. 

No entanto, é sempre preciso avaliar qual é a solução que mais se encaixa nas suas necessidades — embora seja importante dizer que um bom dispositivo de rastreamento veicular tem múltiplas funcionalidades. 

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *