Comparar carros: ferramenta online

Comparar carros, motos e caminhões [guia prático e ferramenta grátis]

Saber qual veículo comprar para a sua frota não é fácil. Para isso é necessário comparar carros, motos, caminhões e outros tantos modelos e tipos que existem no mercado.

E nesse exercício de comparação surgem diversas variáveis: tal veículo comporta minha carga? Tal veículo comporta os materiais de um serviço? Tal veículo pode transportar pessoas?

Isso sem contar o consumo de combustível de cada um, o preço e a depreciação.

É possível avaliar tudo isso à moda antiga, usando papel e caneta ou uma planilha digital, para anotar resultados de pesquisas na internet. Mas isso pode levar bastante tempo. E quem trabalha com logística e frotas sabe que não pode perder um minuto sequer.

Para resolver a questão de como comparar carros e outros veículos, o melhor jeito é usar uma ferramenta online que possa te entregar as informações que você precisa de uma só vez.

O comparador de veículos da Cobli te ajuda a encontrar o automóvel certo para a sua frota, selecionando os modelos mais baratos e novos do mercado.

É simples e fácil de usar: você escolhe a atividade para qual o veículo será utilizado (mercadorias, serviços ou pessoas) e seleciona o tipo de veículo (caminhão, moto, passeio, picape, van ou VUC). E pronto!

A ferramenta vai comparar carros e outros veículos automaticamente.

Você recebe uma lista extensa de fichas descritivas de automóveis que servem especialmente para o seu tipo de operação.

Cada ficha informa o modelo, a marca, o custo em 05 anos, o preço, a eficiência (km/L), o tipo de combustível usado e a autonomia.

Assim, você pode analisar qual a opção ideal para o seu negócio sem ter que ficar entrando e saindo de sites, páginas ou abas diferentes.

Para testar a ferramenta de comparar carros da Cobli, é só clicar aqui.

Comparar carros para formar frotas eficientes

Como comparar carros?

Comparar carros antes de realizar uma compra ajuda a evitar futuras dores de cabeça.

Cada veículo tem características específicas e avaliá-las com atenção é fundamental.

O primeiro passo, é saber o que você está buscando: usado ou novo? Hatch ou sedã? SUV ou VUC? Caminhão ou moto? Com câmbio automático ou manual?

Faça uma lista de quais são os itens mais importantes para você e o seu negócio ao analisar as fichas técnicas de cada veículo para só então fazer a compra certa.

Agora, vamos aprender quais os pontos fundamentais para comparar carros e como você pode usar isso para achar o veículo ideal:

Entenda quais são suas reais necessidades

A primeira pergunta a se fazer é: para que a frota precisa desse veículo? É para transportar pessoas, mercadorias ou materiais de serviço?

Entenda em qual opção sua operação de campo se encaixa.

A partir disso, já é possível considerar o tamanho do veículo e a motorização.

Outras questões importantes que fazem diferença no dia a dia da operação e que devem entrar na lista de atenção ao comparar carros são os itens especiais que cada veículo traz, como airbags, computador de bordo, dispositivo GPS, bluetooth e caixa de câmbio automática.

Avalie modelos de uma mesma categoria

Comparar carros e outros veículos de categorias diferentes pode atrapalhar sua análise. Foque em modelos parecidos para ter os melhores resultados.

Compare carros online e em lojas físicas

Depois de comparar carros usando a nossa ferramenta, verifique em sites de lojas de veículos quais as opções de pagamento disponíveis e garantias.

Com todas as informações em mãos, visite as lojas físicas para conferir os veículos pessoalmente e comprovar sua qualidade.

Leia também:
Saiba como comprar carros mais baratos direto da fábrica

Despesas futuras também são importantes 

Uma coisa é fato: o veículo não custará somente o valor que você pagará por ele ao fechar o negócio.

Por isso, na hora de comparar carros, é preciso saber fazer fazer o cálculo de depreciação da frota e prestar atenção aos custos fixos e variáveis do seu novo veículo.

Para comparar carros é preciso pensar no consumo de combustível

[DICA] Como economizar combustível?

Um dos motivos mais comuns para comparar carros e outros veículos antes de comprar é saber qual deles consome menos combustível.

Mas se você já tem uma frota própria e não pretende trocar os veículos antigos, você consegue economizar combustível aplicando algumas mudanças no dia a dia da sua gestão.

Siga na leitura para descobrir três pontos de atenção que ajudam a diminuir o gasto com gasolina, etanol e diesel.

3 dicas de como economizar combustível da sua frota

Veja a seguir quais medidas é possível adotar na sua operação de campo e saiba como economizar combustível da frota:

1. Fazer boas roteirizações

A Cobli analisou 50 frotas da sua base que realizam trajetos e paradas diariamente, mas que nunca utilizaram o sistema de roteirização disponível no painel. Nós descobrimos que rotas mal planejadas fazem o veículo rodar até 14% a mais, em média.

A partir disso, nós mesmos roteirizamos as viagens dessas frotas. Notamos que, ao fazer isso, ocorre uma diminuição de 10% a 14% de quilômetros rodados

Sabemos que o perfil da operação de cada frota tem grande influência nesse valor e que esse número pode variar bastante de setor para setor.

Por isso, antes de liberar seus veículos para a saída, não deixe de planejar o percurso, tomando cuidado com:

  • Quantidade de praças de pedágio
  • Índice de roubos da região
  • Estado de conservação da rodovia.

2. Fazer trocas de marcha corretamente

O comportamento do motorista ao volante é, muitas vezes, um grande influenciador no consumo de combustível.

Profissionais sem treinamento ou orientação tendem a ser mais ansiosos ao dirigir.

Um modo de condução mais estressada pode fazer com que o motorista pise demais no acelerador e estique todas as marchas até o limite. 

Por conta disso, ele estará sempre circulando em alta velocidade, o que o levará a frear bruscamente quando for preciso. Esse hábito aumenta o consumo de combustível.

Para acompanhar de perto o desempenho dos condutores e descobrir como economizar combustível nesses casos, vale investir em um sistema de telemetria veicular.

Essa tecnologia consegue ler a forma que os veículos estão sendo dirigidos e avisa quando um comportamento estiver fora do esperado.

3. Evitar o tempo de motor ocioso

Motor ocioso é como chamamos quando um veículo está ligado desnecessariamente.

Em outro estudo realizado com sua base de clientes, a Cobli analisou como a prática de manter o veículo ligado quando não é preciso impacta no gasto de combustível das operações de campo.

Analisamos todas as frotas da nossa base que haviam completado menos de 100 trajetos e percebemos que a média de ociosidade dos veículos é de 12%.

O problema é que, quando um veículo fica parado e não desliga o motor, ele consome cerca de 1,5 litros de combustível por hora.

Isso costuma acontecer quando o veículo está saindo ou chegando para a realização de um serviço ou uma entrega, por exemplo. O motorista acaba usando esse tempo para confirmar dados de endereço, checklist do veículo, dados da ordem de serviço e etc.

É importante controlar a frequência e o tempo dessas paradas para entender se é necessário tomar alguma ação e como economizar combustível.

Um sistema de rastreador veicular ajuda o gestor a saber se um veículo está ocioso, pois diagnostica os momentos em que está parado sem rodar, mostrando qual foi sua duração.

Carros Mais Econômicos do Brasil

Carros mais populares no Brasil

Se você já tiver um veículo em mente e quiser saber as características mais importantes deles, confira abaixo os veículos mais procurados nos mecanismos de buscas no Brasil.

Clique nos nomes dos modelos para encontrar as informações completas:

Berlingo: consumo por km e capacidade de carga

Após 10 anos, o Citroën Berlingo volta a ser vendido no Brasil, aumentando a gama de opções no segmento de comerciais leves para cargas. Contudo, não há previsão de comercialização no País da versão para transporte de passageiros.

Amarok: Preço, consumo médio e capacidade de carga

A Volkswagen Amarok é uma das picapes médias mais conhecidas no mercado brasileiro e uma opção muito procurada pelos consumidores que buscam por um automóvel robusto e consistente, além de uma boa capacidade de carga.

Effa V21: Preço, consumo de combustível e capacidade de carga

A Effa V21 é uma versão mais robusta do modelo K1 e é oferecida com cabine simples. Mais uma vez, a marca chinesa se destaca no segmento ao trazer valores bem competitivos em relação aos seus concorrentes. 

Effa V25: preço, consumo de combustível e capacidade de carga

Após a reestruturação da marca chinesa no mercado nacional, a montadora trouxe ao país, em 2020, a Effa V25, seu primeiro furgão a ser comercializado por aqui. O modelo tem grade dianteira e para-choque pintados na cor da carroceria. 

Frontier: Preço, consumo de combustível e preço de seguro

Fabricada em Córdoba, na Argentina, a Nissan Frontier traz quatro versões em sua linha 2020 e diversos itens de equipamentos que a deixam ainda mais atrativa, como teto solar, sistema multimídia com tela de 8 polegadas, entre outros. 

Ducato Cargo: consumo de combustível e capacidade de carga

A Fiat Ducato Cargo é um dos modelos que mais faz sucesso no segmento de comerciais leves. O automóvel pode ser encontrado na versão para transporte de carga ou para passageiros, chamada de Ducato Minibus. 

Bongo: consumo por km e capacidade de carga

Mais uma boa opção para o segmento de pequenos utilitários, o Kia Bongo é vendido em versão única no Brasil e chegou por aqui na década de 90, porém com o nome de Ceres. Sua aceitação inicial pelo público foi boa.

K01: consumo de combustível e capacidade de carga

Atuando no Brasil há cerca de uma década, a Effa Motors trouxe para o País uma gama de utilitários comerciais, entre eles a K01. O preço atrativo do automóvel é o que mais chama atenção dos consumidores. 

K02: preço, consumo de combustível e capacidade de carga

Com um visual similar à K01, a Effa K02 vem com cabine dupla e capacidade para cinco passageiros. Seus benefícios também englobam preço acessível, bons itens de série e motorização econômica. 

Fiorino: consumo por km, capacidade de carga e preço

O Fiat Fiorino lidera o segmento de furgões de pequeno porte no Brasil há muitos anos e seu sucesso é resultado de seu bom custo-benefício. A nova geração estreou em 2013 e, desde então, continua a atrair o público.

Foison: preço, consumo por km e capacidade de carga

A Lifan trouxe o Foison ao Brasil em 2013 para galgar espaço em um mercado que continua crescendo, o de utilitários de pequeno porte, e tinha como objetivo atender a lacuna deixada pelo fim da produção da VW Kombi. 

Partner: preço, consumo por km e capacidade de carga

O Peugeot Partner é mais uma boa opção para os consumidores interessados na categoria de furgões e vem com atualizações que melhoram sua usabilidade e prometem conquistar o público do segmento.

Saveiro: capacidade de carga, consumo por km e preço

Criada em 1982, a Saveiro foi por muitos anos a picape compacta mais vendida do Brasil. Sua motorização e capacidade de carga são seus pontos fortes até hoje, o que ainda garante seu bom lugar no mercado.

Kangoo: consumo por km, capacidade de carga e preço

O Renault Kangoo é um dos furgões que mais faz sucesso no mercado europeu. Em terras brasileiras, o modelo consegue manter seu lugar no segmento por apresentar um bom custo-benefício aos seus consumidores. 

Montana: preço, consumo por km e capacidade de carga

A Chevrolet Montana é mais uma opção de picape compacta à disposição dos consumidores brasileiros. Lançado em 2003, o modelo se destaca por apresentar a maior capacidade de carga da categoria, certamente a sua grande vantagem. 

Creta: consumo por km, capacidade de carga e preço de seguro

Desde seu lançamento no Brasil em 2017, o Hyundai Creta teve uma recepção calorosa por parte dos consumidores e se tornou um dos SUVs mais vendidos do País. Para 2021, a montadora preparou uma renovação significativa no visual do modelo.

VW Polo: preço, consumo por km e preço de seguro

O Volkswagen Polo ganhou uma repaginada e novos itens de série que o tornaram mais competitivo em sua categoria. Além disso, a chegada da versão GTS trouxe a esportividade que tanto agrada o público no segmento hatch.

Jetta: preço, consumo de combustível e preço do seguro

A nova geração do Jetta trouxe a modernidade que o carro alemão tanto precisava para conquistar um melhor posicionamento na categoria. As mudanças no visual e os novos recursos de conectividade e segurança foram muito bem-vindos. 

Honda Fit: preço, consumo de combustível e preço de seguro

Lançado no Brasil em 2003, o Honda Fit logo cunhou seu espaço no mercado por apresentar um projeto que aliava design e muito espaço interno. Em pouco tempo, a montadora japonesa viu as vendas do modelo dispararem. 

Strada: consumo de combustível, capacidade de carga e preço

A nova geração da Fiat Strada chegou no mercado e contou com uma ótima recepção, afinal, a picape ganhou um novo design, com linhas mais fluídas e ainda incrementou a sua capacidade. Era tudo o que o consumidor da categoria buscava.

Voyage: preço, consumo de combustível e média de seguro

Sem atualizações significativas desde 2018, o Volkswagen Voyage se destaca por apresentar um motor muito eficiente e econômico. Entretanto, a concorrência nesta categoria é muito relevante e há anos abocanhou boa parte do mercado do carro da montadora alemã.

EcoSport: consumo por km, capacidade de carga e preços

A história do Ford EcoSport é marcante no País. O modelo foi totalmente criado e produzido por engenheiros brasileiros em 2003 e inaugurou a categoria de crossovers, que hoje é uma das mais bem-sucedidas entre o público daqui. 

Fusion: preço, consumo e capacidade de carga

O Ford Fusion marca o encerramento das vendas deste modelo no Brasil. As unidades, sempre importadas do México, não serão mais comercializadas pela montadora por aqui e também no exterior. Essa mudança se dá para que a Ford foque ainda mais no segmento de SUVs.

Volkswagen Fox: consumo de combustível, preço e capacidade de carga

Lançado há mais de duas décadas, o Fox ganhou design novo e motorizações diferenciadas ao longo deste período, entretanto, a mudança visual nunca foi ousada, o que impactou nas vendas do veículos nos últimos anos.

Nissan Kicks: Preço, consumo e capacidade de carga

Lançado em 2016 durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Nissan Kicks caiu no gosto popular de imediato. A aceitação foi grande e logo as ruas ficaram repletas da novidade, que segue entre os mais vendidos da categoria.

Nissan Versa: Consumo de combustível, preço e seguro

A segunda geração do Nissan Versa chegou com um projeto ousado e muito bem-vindo. O carro ganhou novas linhas e contornos, chamando atenção por sua beleza e, claro, bom desempenho. A novidade conquistou o público rapidamente.

Etios: consumo de combustível, preço e preço de seguro

A Toyota deu um passo ousado no Etios 2020, aumentou o preço de todas as suas versões e não realizou nenhuma mudança na linha. Desde seu lançamento no Brasil, em 2012, esta é a primeira vez que isso ocorre.

Up!: preço, consumo e preço de seguro

A Volkswagen simplificou a fórmula de venda do Up! e apresentou ao mercado apenas três versões do subcompacto, todas com motorização 1.0. Além disso, a montadora alemã também eliminou kits extras do carro. 

Fiat Uno: preço, consumo de combustível e preço de seguro

O Fiat Uno está mais barato em sua versão de entrada, estratégia usada pela montadora para elevar as vendas e ganhar espaço entre os concorrentes. Os modelos mais esportivos, no entanto, tiveram seu preço elevado. 

Honda Civic: consumo médio, preço e valor do seguro

O Honda Civic é um grande sucesso no Brasil e mantém sua posição entre os mais vendidos na categoria sedã médio há bastante tempo. O bom desempenho vem, principalmente, da segurança e confiança na montadora japonesa. 

Palio Weekend: preço, consumo e capacidade de carga

O Fiat Palio foi por muitos anos o carro mais vendido do Brasil, mas perdeu seu espaço no mercado gradativamente até ser descontinuado. Contudo, sua versão aventureira ainda se mantém e é mais uma opção disponível aos consumidores na categoria.

Hilux: consumo de combustível, preço e capacidade de carga

A Hilux alia tradição, confiabilidade e potência, uma combinação que a torna a picape média mais vendida do Brasil atualmente. A montadora japonesa Toyota, ano a ano, lança e aprimora versões do modelo, tudo para manter a liderança.

Mobi: consumo, preço e capacidade de carga

Na categoria de subcompactos, o Fiat Mobi é uma opção que atende bem aqueles que desejam um carro com dimensões menores para uso na cidade. O público encontra quatro versões do automóvel, todas elas flex.

Fiat Argo: preço, consumo e preço de seguro

O Fiat Argo trouxe uma novidade que agradou o público, a versão Trekking, que possui um design e configuração mais esportivas, uma maneira de ampliar seu alcance e, claro, o número de vendas. 

Fiat Toro: preço, consumo e capacidade de carga

Lançada em 2016, a Fiat Toro ganhou o mercado de forma rápida por apresentar um projeto diferenciado, que trouxe a praticidade que muitos procuravam: possui mais capacidade que as picapes compactas, mas é menor que os modelos médios. 

Chevrolet S10: Preço, consumo médio e valor de seguro

A picape Chevrolet S10 está presente no mercado brasileiro por mais de 20 anos e continua sendo um dos modelos médios mais vendidos da sua categoria.

Hyundai HR: Consumo de combustível, preço e seguro

Atualmente, o modelo Hyundai HR é um dos caminhões leves mais vendidos no Brasil. também conhecido fora do país como Porter, é apresentado como uma opção mais potente, segura e confortável para empresas transportadoras.

Renault Duster: características das versões Zen, Intense e Iconic

A SUV Renault Duster surgiu em 2010, de uma parceria da montadora francesa Renault com a sua subsidiária romena Dacia e também comercializado pela japonesa Nissan. Pensada inicialmente para competições no gelo, a Duster começou a ser produzido no Brasil em 2011 e em 2013 foi o modelo SUV mais vendido no mundo!

Jeep Renegade 2020: ficha técnica dos últimos modelos

Lançado no Brasil em 2015, o Jeep Renegade é um crossover compacto, ou utilitário-esportivo, que se destaca na categoria por ser o único com tração nas quatro rodas e motorização turbodiesel. O modelo da Jeep é considerado um dos utilitários com consumo alto de combustível, porém, conquista muitos motoristas que desejam um carro da Jeep mais acessível financeiramente.  

VW Gol: Preço, consumo e capacidade de carga

O Volkswagen Gol tem seu espaço garantido no dia a dia do brasileiro desde a década de 1980. Do design com linhas quadradas ao modelo “Gol bolinha”, o carro da Volkswagen passou por mudanças que também ajudaram deixar a sua manutenção e o seu consumo de combustível muito econômicos.

Ford Ka: Consumo e características do Titanium, Ka SE, Freestyle e outros

Velho conhecido do brasileiro, o Ford Ka foi lançado no mercado nacional em meados de 1997 considerado um modelo subcompacto urbano, econômico e pequeno. De lá pra cá, o modelo da Ford passou por várias mudanças de design interno, externo, desempenho e capacidade de carga. Hoje, na versão 2020 Ka S 1.0 MT é considerado um dos carros mais vendidos do país.

Hyundai HB20: consumo e características das versões hatch, sedã e esportivo

O Hyundai HB20 foi o primeiro modelo da montadora coreana a ser desenvolvido 100% no Brasil e já chegou revolucionando o mercado. O modelo elevou a qualidade de design, acabamento e central multimídia dos compactos no país, este último popularizado pelo Chevrolet Onix, rival da sua categoria.

Chevrolet Onix: consumo e características do Onix Joy, 10MT Joye e outros!

Lançado no Brasil em meados de 2012, o Chevrolet Onix tem dominado as vendas de automóveis no país nos últimos quatro anos. O modelo possui sete versões: duas com motor 1.0 e as outras cinco com motor 1.4. Além disso, também varia do câmbio manual ao automático, ambos com seis marchas.

Sandero: Consumo e características de modelos Stepway, Dyna, Vibe e outros

O Renault Sandero foi criado em 2007 em solo brasileiro com o objetivo de atender as necessidades de qualquer país em desenvolvimento. Mesmo sendo considerado um dos compactos com o consumo de combustível um pouco acima da média, ele é acessível por ter peças fáceis de encontrar, manutenção simples e consumo km/l de bom custo benefício para a categoria.

Esta publicação te ajudou? Confira outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *