Conservel
Fundação: 2005
Localização: São Paulo
Número de carros: 12
Atuação: manutenção de elevadores

Neste post, você verá como a Conservel conseguiu:

  • Tornar o tempo para atendimentos até 70% mais rápido;
  • Projetar uma economia de 30% por mês;
  • Deixar o passado para trás e se tornar uma empresa que vende, também, tecnologia;

A gente espera que você nunca fique preso dentro de um elevador. Mas, se isso acontecer, talvez valha a pena você saber como uma equipe de manutenção de elevadores se organiza para responder a chamados de emergência.

Na Conservel, funciona assim: a assistente Juliana recebe o telefonema do cliente, abre o nosso painel de monitoramento, encontra o técnico mais próximo do local do chamado e manda uma mensagem. Basicamente, pede para que ele pare qualquer manutenção rotineira que esteja fazendo e saia para o resgate. E a verdade é que pode ser uma operação de resgate mesmo, já que sempre há a chance de alguém estar preso no elevador.

Hoje, o atendimento da Conservel costuma acontecer em até 1 hora depois do chamado. Mas nem sempre foi assim. 

Leia também:
Como reduzir o custo de combustível em 50%: a história da HVAC

Juliana diz que, há até pouco tempo, mal conseguia levantar da mesa para almoçar. É que, conforme os chamados chegavam, ela precisava ser ágil com o celular para ligar e avisar aos técnicos sobre novos atendimentos. “Era uma maluquice, especialmente em dias de temporal, quando o número de chamados aumenta.”

Fora a dificuldade em encontrar o colaborador mais próximo do cliente, havia também outra questão: identificar a melhor rota para que ele chegasse ao cliente o mais rápido possível.

Para facilitar o processo, o fundador do negócio, Eriberto Longo, tomou atitudes drásticas, que só um empresário fanático pelo bom atendimento tomaria. Comprou um mapa imenso do estado de São Paulo e  pendurou na parede de seu escritório. Com alfinetes, marcava a localização do cliente e, com barbantes, ia conectando um ponto a outro.

blog1 1 1024x440 - Técnico de elevador não pode chegar atrasado
Juliana e Longo, em frente ao mapa da Conservel. Por anos, foi com ele que o empresário calculou as melhores rotas para a frota.

A coisa mudou há mais de um ano, quando a Conservel adotou o nosso software para monitoramento de frotas. Além de acompanhar os carros em tempo real, o sistema também ajudou a empresa a aumentar a sua eficiência, a partir do uso das rotas otimizadas (nós até fizemos um post em homenagem em nosso Instagram).

“O lado ‘ruim’ da história é que o cliente pode ficar ‘mal acostumado'”, brinca Longo. É que, por contrato, a empresa tem até três horas para chegar ao consumidor. Mas, atualmente, a maior parte dos chamados é atendida em menos de uma hora. “Então, se a gente atrasa um pouquinho, o cliente já liga para perguntar o que está acontecendo”, ri o empresário. “Quem recebe o elogio pela agilidade são sempre os técnicos. Eles ficam muito felizes”, explica Longo.

Os atendimentos da Conservel ficaram até 70% mais rápidos.

 

Subindo!

Longo fundou a Conservel ao lado do sócio e amigo, Nelson Teixeira. No começo dos anos 2000, os dois acumulavam um bocado de experiência no setor, já que, por décadas, trabalharam na Otis Elevadores.

blog3 1 1024x440 - Técnico de elevador não pode chegar atrasado
No celular e no computador: agilidade para encontrar o técnico mais próximo do cliente

Com o uso do sistema de monitoramento, os dois esperam enxugar as despesas em até 30% ao longo dos próximos meses.

“O painel é como se fosse a minha muleta.
No nosso speech de vendas, mencionamos o software da Cobli como diferencial.”

 

Você também pode se interessar por: 
5 temas para acompanhar no mundo dos negócios em 2019

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!

Monitoramento de Frota

 

badge primary e1563977884304 - Técnico de elevador não pode chegar atrasado
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário