Desmobilização de frota: como funciona, benefícios e impactos

Empresas que possuem uma grande quantidade de automóveis, sejam eles carros ou caminhões, devem realizar de tempos em tempos a desmobilização de frota.

O processo requer planejamento e atenção dos gestores para saber o momento certo de implementar a desmobilização de frota, uma vez que esta ação tem grande impacto financeiro.

Um dos fatores que mais influenciam nessa decisão é a idade da frota. Aliás, essa é uma questão que reflete o mercado brasileiro.

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), a frota de carros do País tem idade média de 10,2 anos.

Para a entidade, este número pode significar maior probabilidade de acidentes automotivos, bem como aumento da poluição decorrente pelos maus cuidados com os veículos.

Como a gestão de frota é um elemento de grande relevância na produtividade e eficiência de uma empresa, criar um cronograma que permita detectar com antecedência quando é o momento ideal para fazer a desmobilização é fundamental.

Se você deseja entender a fundo o que é mobilização e desmobilização de frota, bem como conhecer as variáveis que devem ser levadas em consideração neste processo, siga a leitura e veja as informações abaixo.

O que é a desmobilização?

Para entender o que é a desmobilização de frota, vamos falar primeiro sobre o termo inverso, ou seja, a mobilização.

Ao comprar carros ou alugar automóveis de uma locadora, a empresa está realizando a mobilização de frota.

De maneira mais formal, é o processo de aquisição de veículos corporativos que serão integrados à lista de ativos da companhia.

A desmobilização de frota deve ser planejada com antecedência e cuidado.

A mobilização não envolve somente a compra de um auto, ela também está ligada à adequação do veículo para atender as demandas da empresa.

Com isso, já deu para notar que a desmobilização de frota é justamente a ação de preparar os automóveis que não se enquadram mais de forma adequada na organização para seu destino, além do ato de renovação da mesma.

O que significa desmobilização de frota?

Em um contexto mais exemplificado, a desmobilização de frota acontece quando os veículos de uma empresa deixam de cumprir adequadamente o papel a que foram destinados e precisam ser substituídos.

Este processo pode ainda ocorrer caso a companhia precise reduzir sua frota ou ainda aumentá-la.

Além das já razões citadas, os motivos que levam à desmobilização são diversos: automóveis obsoletos, tecnologia inadequada para a atividade, ociosidade dos veículos, alto custo de manutenção, gastos elevados de manuseio, entre outros.

Quando a organização utiliza carros alugados, o processo de renovação também acontece, mas acaba sendo mais simples, uma vez que é necessário fazer a devolução dos carros e a solicitação de novos modelos.

Já no caso de uma frota corporativa própria, existe uma complexidade maior para que a desmobilização de automóveis seja realizada com sucesso.

Seu planejamento impacta diretamente o financeiro da empresa, por isso, os gestores precisam levantar informações de qualidade sobre o estado atual de cada veículo.

Entre os fatores que devem balizar este levantamento estão:

  • Data da compra do automóvel;
  • Quilometragem;
  • Quantidade de manutenções já realizadas;
  • Custos com manutenção preventiva e corretiva;
  • Informações sobre incidentes que podem causar desvalorização, como defeitos, riscos, acidentes, etc;
  • Finalidade e estado de conservação do auto;
  • Desgaste do veículo nas atividades da empresa.

Claro que esse processo pode ser otimizado quando uma plataforma eficiente de gestão de frota é utilizada.

Por meio desse sistema, é possível realizar o monitoramento completo de cada automóvel, programando sua manutenção e prevendo sua vida útil para a organização.

Uma gestão eficaz e capaz de implementar a desmobilização de frota com os cuidados necessários diminuiu a possibilidade de gastos indesejados ou mesmo um impacto na produtividade.

Dicas de como fazer uma desmobilização de frota prática e sustentável

A desmobilização de autos é uma prática que deve levar em conta também a questão ambiental, especialmente quando a troca ou venda dos veículos não pode ser realizada.

No caso de possuir uma frota extremamente obsoleta, a empresa deve tomar cuidados com o desmonte e descarte das peças dos veículos, uma vez que o impacto no meio ambiente é alto nesta situação.

O processo de desmobilização de frota deve ser feito a partir de critérios estabelecidos para atender as necessidades e demandas da empresa.

Por isso, nossa primeira dica é que a companhia busque por empresas de desmontes cadastradas no Detran. Isso evita que as peças sejam vendidas de forma ilegal no mercado.

Confira a seguir mais elementos importantes na hora de fazer uma desmobilização de frota:

Seleção de automóveis

O primeiro passo, claro, é fazer a seleção de automóveis que não atendem mais às necessidades da companhia e, por isso, integrarão o processo de desmobilização.

Nessa contagem, diversos carros não precisarão ser descartados e, por isso, o gestor precisa fazer uma análise minuciosa em toda a frota. Para isso, os critérios elencados acima devem ser seguidos, assim a categorização dos autos é mais eficaz.

Logística reversa

A logística reversa dá continuidade na identificação dos carros que serão desmobilizados.

Uma vez feita a seleção, os veículos devem ser levados a uma local específico que permitirá que possíveis manutenções ou descartes sejam feitos de maneira mais rápida e apropriada.

Além disso, é durante este processo que a empresa devolve aos fabricantes alguns componentes dos automóveis, como pneus, lubrificantes ou óleos.

Esta ação vai ao encontro da Política Nacional de Resíduos Sólidos e tem como objetivo reduzir o impacto ambiental.

Canais de venda

A finalização da desmobilização de frota acontece com a venda dos veículos. Nesta etapa, a companhia seleciona os melhores canais de venda, que podem abranger repasse para os funcionários, leilão, lojas especializadas, aplicativos, entre outros.

É importante que a manutenção dos carros tenha sido feita de forma adequada e que a documentação esteja em dia.

Quando planejada e realizada com cautela e antecedência, a desmobilização de frota gera resultados positivos para toda a empresa, uma vez que impacta o setor financeiro, funcionários, o atendimento de demandas e a produtividade.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.