ociosidade frota

Ociosidade de frota: como resolver esse problema

Entre os muitos desafios que os trabalhadores da logística têm que enfrentar está o combate à ociosidade de frota.

Parece estranho pensar que frota pode ficar ociosa, né? A gente costuma associar a ociosidade a pessoas, àquele camarada que passa boa parte do tempo fazendo nada.

Segundo o dicionário, ociosidade é o mesmo que inatividade. É o oposto de produtividade.

Podemos dizer que uma frota está ociosa se todo o seu potencial não está sendo utilizado: quando, por exemplo, alguns caminhões ficam parados na garagem (por algum problema mecânico ou falta de planejamento) ou quando uma carreta que faz uma entrega em algum lugar mais distante volta vazia.

A ociosidade de frota tem causas diversas e pode causar prejuízos relevantes às empresas.

Neste texto, vamos explicar por que a ociosidade de frota deve ser combatida, quais os principais problemas acarretados por ela e – o mais importante – como resolvê-los! Siga a leitura e confira!

Ociosidade de frota: quais são as causas desse problema

Uma pesquisa realizada pela Power System Research, em 2017, verificou que, no Brasil, a ociosidade de frota variava entre 5% e 20%.

A ociosidade de frota tem várias causas. Em alguns casos, os caminhões ficam parados por conta de problemas mecânicos que muitas vezes poderiam ser evitados se manutenção dos veículos estivesse em dia ou se os motoristas fossem melhor treinados.

A principal causa da ociosidade de frota, no entanto, tem a ver com falta de planejamento.

Às vezes, uma empresa não precisa de uma frota tão grande para dar conta de todas as entregas e alguns caminhões ficam ociosos na garagem.

E manter um caminhão parado custa caro. Mesmo que ele não saia para fazer entrega, ele ocupa espaço em garagens que muitas vezes são alugadas.

Nem sempre ociosidade de frota é sinônimo de caminhão parado. Um veículo subutilizado também poder considerado ocioso. 

Por exemplo, às vezes um caminhão sai cheio de mercadorias para entrega mas faz uma longa viagem de volta à garagem completamente vazio. Bote na ponta do lápis o quanto essa viagem de volta custa em termos de gastos com combustível, pedágios e diária do motorista e você vai perceber o quanto a ociosidade pode sair cara.

O primeiro passo para combater a ociosidade de frota é descobrir quais são as causas desse problema. Portanto, questione por que os seus caminhões andam passando tanto tempo na garagem.

O motivo são problemas mecânicos frequentes? Realizar a manutenção dos veículos em intervalos regulares ajudaria ou os problemas são resultado de condução imprudente por parte dos motoristas?

Verifique também se a causa da ociosidade não é o tamanho da frota: será que você precisa mesmo de tantos veículos para dar conta dos seus compromissos?

Por fim, avalie se os caminhões voltando para a garagem vazios com frequência e pense em maneiras de otimizar o uso dos veículos. Por exemplo: será que o caminhão que saiu transportando mercadorias não pode aproveitar a viagem de volta para trazer matéria-prima ou fazer pequenos serviços de coleta e entrega no caminho?

Ociosidade de frota: impactos negativos

Frotas ociosas impactam diferentes empresas de maneiras distintas, a depender dos custos de cada tipo de operação, da quantidade de veículos e de outros fatores.

No entanto, algumas consequências negativas da ociosidade de frota podem ser observadas nos mais diversos seguimentos. Confira abaixo quais são elas:

Aumento das despesas operacionais

Uma das principais consequências da ociosidade de frota é o aumento das despesas operacionais.

Afinal, os caminhões pegando estrada ou não, você continua pagando o aluguel da garagem, despesas mecânicas, IPVA, seguros, salário dos motoristas etc.

No exemplo que citamos acima, do caminhão que sai para fazer entregas e retorna vazio, você ainda precisa arcar com despesas como o combustível e o pedágio da viagem de volta.

Diminuição dos lucros

Despesas em ascensão costumam resultar em queda de lucratividade. 

Custear uma frota que não está tento todo o seu potencial aproveitado é um investimento com um retorno limitado. Às vezes, a receita trazida por uma frota ociosa é menor do que os gastos que ela traz.

O resultado é diminuição dos lucros e até prejuízo.

Perda de competitividade

Do aumento das despesas para a diminuição dos lucros e a perda de competitividade é um pulo.

Geralmente é assim que acontece: para conseguir custear uma frota ociosa (com despesas em ascensão) e ainda assim garantir algum lucro, as empresas não veem outra saída a não ser aumentar os preços de seus serviços. 

O problema é que elevar os preços pode afastar os clientes, que vão procurar outros prestadores de serviço, dificultando ainda mais a situação da empresa que já vinha sofrendo com ociosidade de frota.

Percebe como uma frota ociosa pode lançar uma empresa em um círculo vicioso de aumento das despesas, queda da lucratividade e perda de competitividade?

É por isso que é tão importante atacar o problema pela raiz! No próximo tópico, vamos dar algumas dicas para combater a ociosidade de frota.

Ociosidade de frota: como resolver o problema

Como vimos, a ociosidade de frota pode tornar uma empresa menos lucrativa e competitiva.

Confira, abaixo, algumas dicas para combater a ociosidade dos seus veículos:

Descubra a causa da ociosidade da sua frota

A primeira coisa que você precisa saber é por que a sua frota está ociosa.

É porque os caminhões têm problemas mecânicos recorrentes e por isso ficam tanto tempo fora das estradas?

Os caminhões fazem muitas viagens com a carroceria vazia?

Ou o problema é que você tem uma frota maior do que o necessário para dar conta das entregas?

Após responder essas perguntas, você saberá quais são as causas da ociosidade da sua frota e poderá combatê-la de maneira mais eficiente.

Invista em manutenção preventiva

É comum que caminhões fiquem ociosos devido a problemas mecânicos que poderiam ser evitados se a manutenção preventiva fosse feita de maneira correta.

Não espere um caminhão dar problema para chamar um mecânico.

Em vez disso, realize manutenções periódicas e treine seus motoristas para dirigir de maneira prudente para evitar o desgaste precoce dos veículos.

Também é importante investir em sistemas de monitoramento para acompanhar como seus motoristas estão conduzindo.

Ao monitorar suas frotas, você pode verificar se os seus motoristas estão tomando todos os cuidados necessários para evitar problemas decorrentes de direção imprudente ou mal uso do veículo.

Tenha uma frota enxuta

Será que você precisa mesmo de uma frota tão grande?

Uma causa frequente de ociosidade de frota é a baixa demanda por serviços de transporte e entrega de mercadorias.

Faças as contas e veja se a sua empresa não seria capaz de cumprir todos os compromissos com os clientes com uma frota menor.

Reduzir a frota pode resultar diminuição dos custos e ganho de produtividade.

Dependendo do caso, talvez seja uma boa ideia terceirizar a frota. Fazendo isso, você abre mão dos custos com a manutenção dos caminhões e com mão de obra.

Planeje suas rotas

O planejamento das rotas é essencial para garantir a produtividade de uma frota e manter os veículos ativos.

Na hora de elaborar uma rota, é importante levar em conta diversas variáveis, como as melhores estradas, a existência de trechos nos quais o tráfego de veículos pesados é proibida, o horário acordado para a entrega das mercadorias etc.

Para planejar suas rotas com eficiência, esqueça mapas e aplicativos. Contrate um serviço de roteirização profissional, como o oferecido pela Cobli.

Ociosidade de frota: como a Cobli pode ajudar

A Cobli possui sistemas de monitoramento e de roteirização que podem ajudá-lo a combater a ociosidade da sua frota, garantindo a eficiência da operação e da redução dos custos logísticos.

O sistema de monitoramento da Cobli permite ao gestor saber onde estão seus veículos em tempo real e conferir como os motoristas estão dirigindo.

A ferramenta informa se alguém anda acelerando demais, freando de forma brusca, fazendo curvas acentuadas, ultrapassando o limite de velocidade ou cometendo qualquer imprudência que pode danificar o veículo.

Já o nosso sistema de roteirização é capaz de planejar rotas com até 300 endereços de uma vez! 

Na hora de montar o seu trajeto, o roteirizador leva em conta as restrições na circulação de veículos pesados em determinadas vias e também os horários em que seu cliente prefere receber a carga. É uma mão na roda!

Com a Cobli, você pode optar por reduzir ou as distâncias percorridas ou o tempo gasto com as entregas. A partir da sua escolha, o sistema apresenta a rota mais adequada às suas necessidades.

Há diversas outras funcionalidades, como, por exemplo, a possibilidade de gerar um link e enviá-lo ao cliente para informar a localização do veículo que fará a entrega e a previsão de chegada.

O sistema de roteirização da Cobli combate diretamente a ociosidade de frota ao sugerir o número de veículos necessários para cumprir as entregas. Se você preferir, pode optar por “Utilizar todos os veículos” e a ferramenta vai elaborar uma rota sem deixar um só caminhão ocioso!

Nossos clientes com frequência reportam ganhos de produtividade, redução dos gastos com combustível e, é claro, diminuição da ociosidade de frota! Conte com a Cobli para tornar sua frota mais eficiente e menos ociosa!

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *