Margem de lucro: o que é e como calcular o faturamento ideal?

Todo e qualquer negócio precisa ter uma margem de lucro para ser rentável, mas como calcular essa linha tênue em cima de um produto e/ou serviço?

Este é um dos grandes segredos para ter uma empresa de sucesso, afinal é com a margem de lucro que é possível otimizar as vendas e traçar um preço justo tanto para o consumidor como para o empreendedor.

Por isso, preparamos um texto recheado de dicas sobre qual a margem ideal, como calculá-la, o que é permitido por lei e muito mais. Confira!

O que é a margem de lucro?

A margem de lucro pode ser definida como uma porcentagem acrescida em cima do valor dos produtos e/ou serviços comercializados para que a empresa possa rentabilizar aquele trabalho.

Então, para que você tenha como encontrar a margem, é preciso avaliar o quanto o seu negócio gasta produzindo determinada mercadoria até que chegue ao cliente ou o tempo que leva para realizar determinado serviço.

Depois disso, adiciona-se uma porcentagem de lucro em cima destes gastos para que a sua empresa não tenha que “pagar para trabalhar” e possa tirar uma renda ao final do mês.

Em uma transportadora, por exemplo, é preciso considerar o tempo e o dinheiro despendido nas atividades de estoque de mercadorias, no picking e packing do processo logístico até as entregas em si.

Este, portanto, é um dos indicadores mais importantes para analisar a saúde financeira do seu negócio, mas é preciso saber calculá-lo bem para não sair no prejuízo.

Quais são as margens de lucro?

Existe a margem de lucro bruto e líquido, mas qual a diferença entre elas?

É muito simples: quando falamos em margem de lucro bruto, nos referimos ao percentual de faturamento menos as despesas variáveis da empresa.

Já a margem de lucro líquido reduz do valor do lucro líquido tanto as despesas, como os impostos, folhas de pagamento e juros.

Em outras palavras, a margem líquida mostra a lucratividade de cada real que entra como receita para o seu negócio.

Como calcular a margem bruta?

Antes de entender a fórmula para calcular, é preciso compreender o significado de alguns termos do mundo empresarial.

A margem de lucro é um elemento essencial para a saúde financeira da empresa, mas deve ser calculada com cuidado.

O lucro bruto é o quanto a empresa ganha em cima da venda de um produto ou da prestação de um serviço, descontando os custos de operação que, no caso da logística, abrange o valor do frete, combustível, manutenção dos veículos, etc.

Já a receita da empresa é tudo o que ela recebeu durante aquele período que foi observado.

Agora sim fica mais fácil de aplicar a fórmula de margem de lucro bruto. Confira abaixo:

Margem bruta = (lucro bruto/receita total) x 100.

Então, se a receita bruta da transportadora foi de R$50 mil, mas ela gastou R$35 mil nos custos logísticos, logo o lucro bruto foi de R$15 mil, certo?

A conta, então, ficaria assim:

Margem bruta = (15.000/50.000) x 100
Margem bruta = 0,3 x 100
Margem bruta = 30%

Como calcular a margem líquida?

A margem de lucro líquida é calculada através da divisão do lucro líquido pela receita total e, posteriormente, multiplicado por 100.

A fórmula é:

Margem líquida = (lucro líquido/receita total) x 100.

Usando o exemplo do tópico anterior, se descontados todos os outros valores de impostos, juros e folhas de pagamento, o lucro líquido da empresa fosse de R$10 mil, a conta seria a seguinte:

Margem líquida = (10.000/50.000) x 100
Margem líquida = 0,2 x 100
Margem líquida = 20%.

Agora que você sabe como calcular a margem de lucro de um produto, você pode colocar o faturamento que quiser em cima da mercadoria? A resposta é não! Confira o próximo tópico!

Qual a margem de lucro permitida por lei?

Ainda que a margem de lucro seja vital para uma empresa, ela não pode extrapolar os limites permitidos por lei.

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), como o próprio nome já diz, visa equilibrar essa relação entre cliente e empresa para que ela seja mais harmoniosa.

Sendo assim, não é permitido ter uma lucratividade abusiva em cima do consumidor.

Ainda que a margem seja vital para um negócio, é preciso tomar cuidado para não deixar os preços abusivos.

Segundo o órgão, o limite para essa margem de lucro é de 20% em cima do que os postos de venda pagaram pelo produto com o fornecedor.

Durante a pandemia causada pela Covid-19, por exemplo, o Procon alegou que qualquer alteração na margem de lucro, em um cenário de calamidade pública, seria considerada ilegal e as empresas que aumentassem essa taxa seriam autuadas e, no pior dos casos, multadas.

E em um mundo totalmente conectado, as consequências de preços abusivos visando a lucratividade pode impactar negativamente a empresa e ter o efeito totalmente inverso ao esperado.

Por isso, é necessário ter cautela na hora de calcular e considerar a outra ponta da cadeia, que é o cliente final.

Qual a margem de lucro ideal para uma empresa?

Tudo vai depender do ramo de atuação do seu negócio, planejamento estratégico e objetivos da empresa.

Nenhum empreendimento é igual ao outro, por isso cada um deve ser olhado e analisado individualmente.

Além disso, é preciso considerar o cenário do mercado.

Em épocas nas quais as vendas estão muito baixas, pode haver ações que promovam descontos e, consequentemente, diminuam a margem de lucro da empresa, mas a estabilizam, já que deixam os custos do produto mais acessíveis ao bolso dos clientes.

Em contrapartida, quando existe uma alta procura para determinada mercadoria, é válido aumentar o preço, o que inevitavelmente aumenta a margem de lucro do seu negócio.

As variações de margem precisam estar dentro do planejamento estratégico, além de serem constantemente observadas e alinhadas à situação atual do mercado e nunca estáticas.

Essa reavaliação de tempos em tempos vai fazer com que a sua empresa se mantenha competitiva e ainda consiga o tão desejado lucro ideal.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.