marketing logistico

Marketing logístico: o que é e por que implementá-lo na sua empresa

É uma verdade universalmente reconhecida que toda empresa que quiser continuar competitiva hoje em dia deve investir pesado em logística e marketing. No entanto, já passou o tempo em que o pessoal da logística cuidava apenas das entregas e a galera do marketing se preocupava só com a imagem da empresa. Para fazer a diferença no disputadíssimo mercado atual, muitas empresas estão integrando as duas áreas e investindo em marketing logístico.

Pense um pouquinho e você vai perceber que integrar marketing e logística faz todo o sentido.

Neste mundo altamente acelerado, em que já fazemos quase tudo pela internet, o que leva as pessoas a comprar de determinada empresa?

Você com certeza já tem a resposta na ponta na língua: entrega rápida e frete barato, ou seja, eficiência logística!

E o que mais influencia a decisão de comprar em uma empresa e não em outra? Ficar sabendo de uma promoção imperdível, engajar-se com as redes sociais da marca e se identificar com os valores e posicionamentos da empresa. E quem é faz tudo isso acontecer? O marketing!

Se a logística e o marketing, cada um fazendo o seu trabalho, são tão essenciais para o sucesso de uma empresa, já pensou nos resultados que a integração dessas duas áreas pode alcançar?

Quer saber um pouco mais sobre marketing logístico? Então, não feche este texto! Vamos explicar o que é marketing logístico e como você pode implementá-lo na sua empresa. Siga a leitura e confira!

Marketing logístico: o que é 

Como mencionamos acima, o marketing logístico nada mais é do que a integração de duas áreas importantíssimas para boa parte das empresas: a logística e o marketing. Mas o que significa integrar essas duas áreas? 

O marketing logístico começou a dar as caras nos anos 1950, quando grandes empresas, como a General Foods e a IBM, se deram conta que, para fidelizar seus clientes, eficiência logística não bastava. Era preciso também descobrir o que eles desejavam. Para isso, era necessário recorrer à ajuda do marketing.

Afinal, o objetivo da logística é cumprir metas: entregar determinada quantidade de mercadorias em um dado prazo, evitando atrasos ou desperdícios (de tempo, de combustível, ociosidade de frota etc.).

O foco da logística costuma ser o processo – a entrega – e não o cliente.

Já no departamento de marketing, a história é outra! O objetivo é fidelizar os clientes.

Seja por meio de ações publicitárias ou engajamento nas redes sociais, a meta do marketing é descobrir o que o cliente quer e mostrar como a empresa é capaz de entregar justamente o que ele deseja.

O marketing logístico, portanto, é a aplicação de estratégias de marketing à logística.

O objetivo da logística deixa de ser apenas a entrega, ou seja, o cumprimento de metas, e passa a ser a experiência e a satisfação do cliente. E cliente satisfeito, como sabemos, é cliente fidelizado!

Para oferecer a melhor experiência possível ao cliente, é necessário conhecê-lo bem: descobrir qual valor de frete ele está disposto a pagar, qual o momento ideal para a entrega do produto, como ele quer se comunicar com a empresa etc. 

E, a partir dessas informações, pensar em como a logística pode trabalhar de modo a satisfazer todos esses desejos, fidelizando o cliente e, consequentemente, garantindo que a empresa se mantenha competitiva no mercado.

A aplicação de estratégias de marketing à logística gera a percepção de uma empresa que se preocupa em ouvir seus clientes, agregando valor à marca e, com o tempo, aumentando as margens de lucro.

Marketing logístico: como implementar a prática

Agora que você já sabe o que é marketing logístico, deve estar curioso para saber como introduzi-lo na sua empresa, certo?

Nos próximos tópicos, vamos dar algumas dicas de como você pode aplicar conceitos do marketing na logística com o objetivo de tornar sua empresa mais competitiva e seus clientes mais satisfeitos.

A satisfação dos clientes, aliás, é o objetivo do marketing logístico. Toda integração entre essas duas áreas deve ter como propósito atender melhor o cliente.

Dê uma olhada nas nossas dicas e já vá pensando em como aplicá-las à realidade do seu negócio!

Conheça os desejos e necessidades do seu cliente

Para garantir a satisfação do seu cliente, você primeiramente precisa saber o que ele quer, concorda?

E como se descobre o que um cliente quer? Ora, perguntando para ele!

Invista em pesquisas de satisfação para saber o que os seus clientes estão achando dos seus serviços. Depois de uma entrega, mande um e-mail perguntando se ele topa responder algumas perguntas.

Mostre que está aberto a críticas e sugestões abrindo canais de comunicação com a clientela.

Outra opção é pedir para o pessoal do marketing fazer enquetes nas redes sociais e perguntar aos seguidores como eles enxergam a sua empresa e como acham que os serviços prestados por ela podem melhorar.

Dê uma olhada também no que a concorrência está fazendo, viu? Invista em pesquisas de mercado para descobrir que práticas estão fazendo sucesso com o público. 

Com base nas informações coletadas, você já pode começar a pensar em estratégias de marketing logístico para a sua empresa.

Identifique os pontos fracos e os pontos fortes da sua empresa

A opinião do público vai ajudá-lo a enxergar o que tem dado certo na sua empresa e o que precisa melhorar.

Após consultar os clientes, você saberá melhor o que eles desejam. É com base nisso que você deverá estruturar a sua operação – especialmente, as suas entregas.

Do que foi que os clientes reclamaram? Do preço do frete? Dos prazos de entrega?

Veja o que pode ser feito para melhorar a qualidade dos seus serviços e qual o impacto financeiro dessas mudanças. Ah, não se esqueça de dar uma olhada em boas práticas da concorrência!

Eleja as mudanças a serem implementadas

Após descobrir quais são os pontos fracos da sua empresa, com base na opinião dos clientes, veja o que pode ser feito para mudar a situação.

É o preço do frete que está alto demais? Você pode pensar em como baratear as entregas reduzindo, por exemplo, o gasto de combustível.

Se os produtos estão demorando muito para chegar até os clientes, você pode investir em um sistema de roteirização

A Cobli, aliás, pode ajudá-lo nisso! Disponibilizamos uma ferramenta capaz de planejar rotas de acordo com a demanda da sua empresa.

Você pode optar, por exemplo, por uma rota mais curta (em quilômetros) ou por uma rota mais rápida (em horas).

Além disso, nosso roteirizador leva em conta inúmeras variáveis, como a existência de vias onde o tráfego de determinados veículos é proibido e até os horários em que o cliente quer receber a mercadoria.

O sistema de roteirização da Cobli possibilita, inclusive, que você gere um link e envio-o para o cliente para avisar onde está a entrega dele e qual a previsão de chegada. Seus clientes vão gostar de receber essas informações com precisão, não acha?

E mais: o uso da ferramenta de roteirização da Cobli tem ajudado muitas empresas a gastar menos com combustível

Reestruture a operação e redefina seus objetivos

Depois de descobrir como resolver os problemas apontados pelos clientes, verifique como será possível adaptar a operação às mudanças necessárias.

Tenha sempre em mente que o foco de todas a mudanças é melhorar a experiência do cliente. 

Também é importante lembrar que essas mudanças devem integrar marketing e logística.

Por exemplo, se você adotar um sistema de roteirização que vai tornar as entregas mais rápidas e baratas (ou seja: dar mais eficiência à área logística), não se esqueça e pensar em como comunicar isso de forma clara aos seus consumidores!

Lembre-se de que o mais importante é ser coerente. Por isso, tudo aquilo que você comunicar aos seus clientes deve ser cumprido à risca!

Marketing logístico: cuidados a tomar e benefícios

Desde o início deste texto, estamos insistindo que o segredo do marketing logístico é justamente a integração entre essas duas áreas, certo?

Por isso, você deve se esforçar para de fato integrar os dois times.

Muita gente comete o erro de propor metas diferentes para o time da logística e do marketing. Isso não dá certo! As suas áreas devem trabalhar em conjunto e buscar objetivos comuns!

Os benefícios trazidos pela aliança entre o marketing e a logística são vários, como aumento da produtividade e da competitividade, maiores taxas de fidelização dos clientes, redução dos custos e lucros mais altos.

Investir em marketing logístico é um desafio e tanto, mas vale a pena!

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *