Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 9 minutos

Quer saber como melhorar toda a operação logística de sua empresa? Então, você precisa conhecer o TMS (Transport Management System).

Controlar todo o sistema de entregas de uma companhia é uma tarefa realmente desafiadora.

Afinal, administrar diversas planilhas com as descrições de cada etapa pela qual a carga está sujeita a passar pode ser bem confuso. Já que cada informação fica em um lugar diferente. 

Muitas vezes, para encontrar o que você necessita é necessário vasculhar todos os arquivos de seu computador. 

No entanto, existe uma ferramenta que pode simplificar e mais que isso unificar todo este trabalho e ela é o sistema TMS.

Dessa forma será possível aprimorar todos os processos logísticos de sua empresa e, consequentemente, ter melhores resultados.

Portanto, neste texto vamos explicar os seguintes tópicos:

O que é o sistema TMS?

O sistema de gestão de transporte – tradução da sigla em inglês TMS – é uma alternativa tecnológica para muitas empresas encontrarem uma maneira mais prática e eficiente de gerenciar todo o processo e fluxo de entrega de mercadorias.

Isso porque o TMS nada mais é do que um programa (software) com processamento de dados que possibilita uma visão e administração muito mais integrada e abrangente do processo que envolve toda a logística do transporte.

A ferramenta, ainda, permite que exista um monitoramento e controle sob os custos específicos de cada operação, o que resulta em uma maior economia para a empresa.

O TMS, portanto, reúne algumas atividades que antes eram realizadas separadamente, como você pode ver abaixo:

  • Auditoria de frete;
  • Controle financeiro da empresa;
  • Desempenho dos veículos e motoristas;
  • Emissão de conhecimentos eletrônicos de cargas;
  • Otimização de rotas;
  • Quantidade de entregas;
  • Gerência e rastreamento de cargas;
  • Documentos fiscais.

Dessa forma, o sistema integrado abrange não somente as atividades de transporte em si, mas também atua no âmbito financeiro, operacional, contábil e, claro, logístico. 

Como funciona o TMS?

Bom, uma vez que você já sabe o que é o TMS é hora de saber como o sistema funciona. 

A ferramenta otimiza as atividades relacionadas ao transporte de cargas e cumpre com o papel de aumentar a produtividade e qualidade do serviço sem ter custos adicionais e desnecessários neste processo.

É importante frisar que o sistema de gestão e transporte pode ser personalizado conforme as necessidades de cada empresa. 

Logo, é possível combinar os módulos que melhor se adequam ao que você realmente necessita. 

Mas, de maneira geral, o TMS funciona da seguinte maneira:

  • Economia: O sistema permite controlar de forma integrada todos os custos de manutenção, suprimentos e adicionais relacionados a cada etapa da operação;
  • Frete: As normas relacionadas ao valor do frete são estabelecidas pela ANTT. A ferramenta, por sua vez, pega estes valores atualizados e monta uma tabela de frete com cálculo automático. Assim, é possível escolher a transportadora com o melhor custo-benefício, caso ela seja terceirizada.
  • Rede integrada: registro de transportadoras no sistema, controle de embarque e checagem de fretes.
  • Organização e planejamento: otimização das rotas. Para isso, leva-se em conta o orçamento do transporte, melhores trajetos e possíveis imprevistos no meio do caminho, o que agiliza a entrega. 
  • Prazo de entrega: cálculo da distância e quilometragem com o intuito de estabelecer prazos de entrega mais assertivos. 
  • Rastreamento de veículos: utilizar rastreadores de frotas para saber a localização exata da carga e, assim, informar ao cliente como está o andamento da entrega e, claro, quando a mercadoria irá chegar até ele. Na Cobli você encontra rastreadores veiculares de última geração que podem ser conectados ao sistema e que apresentam uma solução muito mais integrada de gestão veicular.
  • Controle de receita: toda a parte que engloba o financeiro da empresa, como o pagamento de clientes, emissão de manifestos e conhecimentos de carga, manejo de notas fiscais, entre outras funcionalidades.
  • Manutenção do estoque: administração dos produtos em estoque e controle de pedidos.

Agora que você já sabe o que é e o que faz o Transport Management System (TMS) deu para perceber que é uma ferramenta bem ampla e completa, certo? 

Todas essas funcionalidades auxiliam no planejamento da empresa, então, confira como escolher o melhor sistema para sua transportadora!

Principais vantagens de um sistema TMS

Existem diversas vantagens relacionadas à implementação de um sistema TMS no transporte de cargas de sua empresa, dentre elas, a eficiência de entregas e melhores resultados.

Confira abaixo algumas das vantagens do sistema TMS:

Solução mais inteligente para economia

Como o TMS oferece uma visão mais ampla e integrada de cada processo logístico envolto no transporte de cargas, é possível haver uma redução de custos para a empresa. 

E isso vai desde o controle das mercadorias em estoque até mesmo a melhoria na roteirização dos trajetos percorridos pelos veículos e manutenção dos mesmos. 

Cada etapa é analisada minuciosamente para evitar gastos desnecessários. 

Entregas mais ágeis e eficazes

Perde-se menos tempo com processos burocráticos que poderiam atrasar as entregas. 

Além disso, é possível estar mais preparado para eventuais contratempos que possam surgir no meio do caminho. 

O TMS na logística da empresa é fundamental. As soluções rápidas, auxiliadas pela tecnologia, deixam cada fase pela qual a carga irá passar com serviços mais eficientes e, consequentemente, o cliente mais satisfeito.

Melhoria da qualidade do serviço prestado

Quando há uma comunicação integrada entre os setores, é possível entender a empresa como um todo, no qual cada área necessita estar em plenas condições para executar suas tarefas e, assim, fazer tudo funcionar. 

A partir do momento em que um dos setores é comprometido, o problema gerado pode afetar e muito a logística da empresa e suas demandas.

Mais uma vez, neste caso, o TMS no transporte de cargas aparece como uma solução vantajosa no quesito resolver rapidamente os problemas.

Segurança no trabalho

O sistema alerta para áreas consideradas perigosas tanto para carga quanto para o motorista. 

Há ainda a possibilidade de ativar um botão de pânico em situações emergenciais. 

Ao acioná-lo, o veículo fica completamente trancado, oferecendo maior segurança em casos de assaltos, por exemplo.

TMS - Sistema para transportadora ajuda nas operçaões logísticas

Comunicação acessível 

Qualquer imprevisto que ocorra no meio do caminho pode ser solucionado com mais agilidade caso exista uma comunicação direta e acessível entre o motorista e a empresa. 

Com isso, ao reportar um problema, a área responsável pode rapidamente solucioná-lo sem atrasar a entrega.

Feedbacks mais assertivos

Cada funcionário de uma empresa é singular e tem seu jeito de trabalhar. Mas isso não pode atrapalhar o serviço de entregas. 

O TMS, portanto, consegue monitorar a quantidade de paradas que o motorista realiza por trajeto e, caso exista um problema quanto a isso, é possível entender o que está acontecendo e dar feedbacks mais assertivos. 

A importância do TMS para transportadoras

Os custos com uma logística não muito bem estruturada interfere diretamente na receita da empresa. 

Erros de entregas, lançamentos ou até mesmo o não recebimento dos pedidos realizados abalam o funcionamento da empresa e impactam na credibilidade de seus serviços. 

Fora isso, problemas com distâncias longas e entraves relacionados à mobilidade urbana se tornaram grandes vilões das transportadoras. 

Em um período de três anos, empresas gastaram em média 12,37% do seu faturamento bruto somente com processos logísticos no Brasil. 

O estudo feito pela Fundação Dom Cabral mostra ainda que as companhias tiveram que desembolsar cerca de R$ 15,5 bilhões entre 2015 e 2017!

Então, ter uma empresa mais preparada para enfrentar esses problemas do dia a dia, com um sistema automatizado, como o TMS na logística, oferece uma vantagem competitiva gigantesca se comparado com outras companhias que tentam controlar todas as etapas manualmente.

O olhar mais abrangente sob o negócio como um todo tem um impacto positivo na gestão do transporte e ainda pode obter melhores resultados e, quem sabe, ainda aumentar a receita.

Diferença entre TMS e WMS

Por serem siglas bem parecidas, muita gente ainda pode não saber qual é a diferença entre o TMS e o WMS. 

Mas é bem simples! O Sistema de Gerenciamento de Armazém (WMS) é, como o próprio nome diz, uma ferramenta cuja função está atrelada às operações de armazenamento de mercadorias.

Suas atividades consistem em controlar a entrada e saída de produtos, bem como fiscalizar os procedimentos realizados no interior do armazém, emitir dados estatísticos dos produtos tais como o lote, por exemplo.

Além disso, é de responsabilidade do WMS checar as mercadorias armazenadas, emitir relatórios e monitorar o espaço disponível para que caibam todos os produtos da melhor maneira possível.

Assim, economiza-se tempo e dinheiro com o gerenciamento do transporte de cargas. 

Já o TMS abrange a logística das operações do transporte, como você viu ao longo deste texto. 

No final das contas, ambas as ferramentas são complementares e podem ser o diferencial da sua empresa no mercado. 

Depois de entender o que faz o Transportation Management System (TMS), é hora de saber como ter uma gestão de frota ainda mais eficiente e a Cobli tem a solução perfeita para você! 

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário