sistema de gestão de transporte

Sistema de gestão de transporte (TMS): o que é e como adotar?

O transporte, seja de mercadorias, insumos, pessoas ou matérias primas, é uma das atividades mais importantes para qualquer empresa.

Afinal, não adianta produzir se o resultado dessa atividade não consegue chegar até o seu destino. 

Uma área tão vital para qualquer empresa não pode deixar de ter uma boa gestão

Felizmente, hoje a tecnologia permite que muitas atividades de transporte sejam não só acompanhadas em tempo real, mas também gerenciadas à distância, em prol da eficiência. 

Uma das melhores formas de fazer isso é usando sistemas de gestão de transporte, conhecidos pela sigla em inglês TMS

Neste texto, você vai entender o que é um sistema de gerenciamento de transporte, como eles funcionam e quais são suas funcionalidades. 

Também vai descobrir quais são os principais benefícios e que características você deve prestar atenção ao escolher um software de gestão de transporte

Ao final, a expectativa é de que você esteja convencido de que vale a pena adotar esse tipo de solução na sua empresa. 

O que é sistema de gestão de transporte? 

Conhecido pela sigla em inglês TMS (Transportation Management System, ou ainda Software), um sistema de gestão ou gerenciamento de transporte é uma plataforma que ajuda empresas a organizar sua logística. 

Esse tipo de softwares auxilia as empresas a planejar, executar, otimizar e mensurar a movimentação física de seus transportes, sejam mercadorias, insumos ou até mesmo pessoas. 

Os TMSs também ajudam as empresas a garantir a conformidade das remessas, mantendo a qualidade dos produtos enviados adiante. 

São ferramentas que podem ser adotadas separadamente ou, ainda, integradas a um ERP, um software de gestão empresarial, usado para administrar toda a companhia. 

Também chamada de solução de gerenciamento de transportes, o TMS permite que gestores e até mesmo funcionários acompanhem as operações de transporte. 

É olhando um TMS, por exemplo, que um gestor de frota pode acompanhar se uma determinada carga está atrasada, repassando a informação ao departamento comercial, que poderá cuidar do atraso junto ao cliente. 

Perceba que os softwares de gestão de transporte podem ser bastante sofisticados, uma vez que muitas empresas precisam cuidar de modais rodoviários, aéreos, marítimos e ferroviários

Quais são as principais funcionalidades de um TMS? 

Um bom software de TMS pode ter diversas funcionalidades para ajudar a vida de um gestor de frotas ou gerente de logística

Com as informações corretas a respeito de cargas, mercadorias e clientes, esse software pode ser capaz de, por exemplo:

  • fazer o cálculo correto do frete para cada carga;
  • executar a gestão do despacho de mercadorias;
  • fazer o correto rastreamento das entregas, às vezes até em tempo real;
  • fiscalizar corretamente as faturas, fazendo a devida auditoria;
  • estabelecer os métodos corretos para executar e pedir reembolso dos Correios

Qual é a importância do TMS para o supply chain? 

Os TMSs têm uma importância fundamental para a cadeia de suprimentos e abastecimento, afetando diversas partes do processo. 

Com ajuda de um TMS, as cadeias de suprimento conseguem não só ter a previsibilidade para lidar com suas operações, bem como podem se adequar a diferentes imprevistos. 

Um bom TMS também ajuda cadeias de suprimento a serem mais eficientes, o que no final do dia resulta em uma maior satisfação do cliente. 

Além disso, ter um bom TMS ajuda as empresas a se tornarem mais competitivas, bem como serem capazes de fazerem frente a processos cada vez mais complexos de transporte, em um universo dinâmico como o atual. 

Quais empresas podem ou devem usar um TMS? 

Existem inúmeras empresas que podem se beneficiar do uso de um TMS. 

É importante ter em mente que este será um investimento relevante, então a operação precisa ter um tamanho mínimo para que o aporte faça sentido. 

Normalmente, se beneficiam mais de um TMS as empresas que tem grande necessidade de movimentar recursos e mercadorias. Entre elas, estão: 

  • fabricantes;
  • distribuidores;
  • empresas de e-commerce;
  • varejistas;
  • empresas que prestam serviços logísticos, sejam terceirizadas, indiretas ou prestadores de serviços;
  • empresas que têm muitos gastos com fretes

Antigamente, só usavam TMS empresas que estavam muito envolvidas com a área de transporte, mas hoje, com a popularização da tecnologia, esse tipo de recurso se tornou mais acessível. 

Hoje, até mesmo pequenas empresas podem se beneficiar de um TMS, especialmente se ele tiver baseado em alguma solução de computação em nuvem

Quais são os benefícios de se usar um TMS? 

A adoção de um software de gestão de transportes pode trazer inúmeras vantagens para uma empresa. 

Entre elas, podem ser citadas:

  • custos reduzidos para a empresa e o cliente final;
  • melhoria e simplificação da cadeia de suprimentos;
  • automação de operações de negócios;
  • maior previsibilidade e segurança, inclusive no trânsito;
  • automação leva a economia de tempo, menos atrasos e entregas mais rápidas;
  • centralização do rastreamento de cargas, em um só lugar;
  • maior controle de importações e exportações;
  • criação de métricas e bancos de dados permite o surgimento de novas ideias e modelos de negócios;
  • melhorar o atendimento ao cliente;
  • possibilidade de expansão de negócios de maneira mais fácil. 

O que é logística 4.0 e como isso se relaciona com o TMS? 

Logística 4.0 é o nome dado a um conjunto de técnicas, habilidades e ferramentas que leva em consideração as novas tecnologias para melhorar o processo de transportes. 

A internet foi apenas uma ponta de lança para esse tipo de processo, bem como a automação de algumas tarefas. 

Os softwares de gerenciamento de transporte têm muito a ganhar com a digitalização acentuada e o amplo uso de tecnologia para melhorar a logística. 

Aqui, vamos listar algumas atividades e técnicas que podem mudar o jogo da logística. 

  • Monitoramento de frotas com internet das coisas: por meio de sensores conectados à internet, com o uso de rastreamento e telemetria, gestores de frota podem ter informações em tempo real, incluindo tempo estimado de rota, condição dos ativos e até mesmo a jornada de trabalho dos motoristas. 
  • Assistentes digitais: com uso de tecnologia e inteligência artificial, os assistentes digitais estão programados para conseguir conversar e dar respostas imediatas aos clientes; se integrados à base de dados, eles podem reduzir a necessidade de atendimento humano e automatizam o repasse de informações. 
  • Aprendizado de máquina: um sistema de inteligência artificial que é capaz de reunir dados e, a partir deles, traçar boas previsões, pode ser muito útil para um sistema de gerenciamento de transporte; com o tempo, ele poderá dar previsões ainda mais corretas para os clientes sobre o tempo previsto de chegada de uma carga
  • Blockchain: utilizada para controlar o fluxo de transações de criptomoedas, uma blockchain é um sistema que é muito difícil de ser fraudado, se não impossível; inserir informações nesse tipo de sistema aumenta a transparência e a rastreabilidade de uma cadeia de suprimentos, com informações precisas e seguras. 
  • Gerenciamento de cadeia a frio: a presença de sensores não auxilia só os gestores de frotas a terem noção de como está o veículo, mas também permitem que cargas sensíveis, como mercadorias refrigeradas, possam ser transportadas com muito cuidado e serem monitoradas ao longo de todo o percurso. Para isso, basta ter termômetros conectados à rede e enviando dados para o sistema de gestão de transporte. 

Algumas destas tecnologias já estão disponíveis para serem usadas e integradas ao seu sistema de gestão de transporte. 

Outras, porém, ainda estão em desenvolvimento e podem ter um custo alto de implementação. 

De toda forma, vale a pena ficar de olho nessas tendências, uma vez que elas podem não só ajudar sua empresa, como também virarem vantagens competitivas no universo da logística. 

O que você deve esperar de um bom sistema de gerenciamento de transporte? 

Agora que você já está convencido de que um TMS pode ajudar muito sua operação, está na hora de contratar um sistema. 

Existem inúmeras alternativas, de maneira que o melhor é pensar no que você precisa olhar na hora de escolher. 

É preciso avaliar se o sistema consegue suprir as necessidades da sua empresa e quais são suas funcionalidades

Também é importante pesquisar se ele tem flexibilidade para lidar com a complexidade da sua operação e se ele consegue escalar caso sua empresa cresça. 

Vale ainda checar os antecedentes da empresa desenvolvedora e saber se ela tem um bom suporte caso o sistema tenha algum problema. 
Por fim, lembre-se que o TMS deve ajudar sua empresa a reduzir custos e deixar a operação mais eficiente, então é bom avaliar o custo-benefício.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.