gestao de qualidade na logistica

Gestão de qualidade na logística: como fazer?

Os clientes estão mais exigentes. Isso faz com que o alto nível de qualidade de produtos e serviços deixe de ser um diferencial e vire uma obrigação. E, a satisfação dos seus clientes, a frota deve mais do que nunca ficar atenta à sua gestão de qualidade na logística.

A pesquisa feita pelo McKinsey mostra que a decisão de compra está mais criteriosa do que nunca. 85% dos brasileiros avaliam aspectos como segurança, qualidade e a experiência com o serviço ou produto. 

Quando falamos em qualidade nos processos logísticos, precisamos entender que a experiência do cliente é construída bem antes do resultado. A qualidade precisa estar no planejamento, na organização dos processos e na operação.

Mas como fazer uma gestão de qualidade que realmente torne a frota mais eficiente? É o que vamos mostrar a seguir. Continue a leitura!

Por que fazer gestão de qualidade na logística?

As vantagens de uma boa gestão de qualidade vai além da satisfação da clientela. É um processo que faz toda a diferença na eficiência e na redução de custos. Para empresas de frotas, cuidar da qualidade é garantir que a operação funcione da melhor forma em todas as etapas logísticas.

Na prática, isso significa acompanhar manutenção dos veículos, controle de combustível, produtividade dos motoristas, capacitação da equipe, cumprimento de prazos, entre outros. 

Em resumo, é levar a logística da frota à sua produtividade máxima. Tudo isso vai impactar no resultado, tanto para o cliente — com o bom serviço prestado —, quanto para a própria frota. 

Benefícios da qualidade para a sua frota

Nenhuma empresa perde por manter um padrão de qualidade — na verdade, ela só tende a ganhar. Conheça as vantagens para a sua frota quando o controle de qualidade é aplicado na operação de rotina.

Redução de custos com manutenção e combustível 

Uma das missões do setor de logística da frota é tornar a operação mais econômica possível. Isso pode ser feito por meio da roteirização, com trajetos otimizados para consumir menos combustível durante as rotas.

Esta é apenas uma das formas de implementar a gestão de qualidade na prática, pois isso também envolve redução de despesas que podem ser evitadas.

Neste exemplo, a roteirização utiliza a tecnologia para definir trajetos inteligentes conforme o objetivo da frota — seja reduzir custos com combustível ou melhorar prazos de chegada ao destino.  

Vale lembrar que a escolha de rotas mais eficientes também pode proteger os veículos de danos causados pela baixa infraestrutura das vias. Esta também é uma forma de evitar gastos com manutenções e reparos. 

Aumento da produtividade da frota

A produtividade é uma das palavras-chave para uma frota bem-sucedida. A pesquisa da Trimble revelou que 72,41% dos gestores de frota veem a produtividade como prioridade na operação.

Para uma frota mais produtiva, o gestor precisa ter clareza sobre o que pode ser melhorado. E essa é uma das primeiras etapas da gestão de qualidade.

Com esse diagnóstico, o gestor consegue priorizar o que precisa ser ajustado e criar um plano de ação mais direcionado. Mas lembre-se: não existe um padrão de produtividade. 

Cada gestor de frotas deve utilizar a qualidade para identificar e corrigir o que não está funcionando da forma que deveria. Isso pode ser desde o treinamento de motoristas até a rotina de manutenção de veículos. 

Para cada problema identificado, existem diferentes soluções. A gestão é uma das formas de organizar e acompanhar as melhorias aplicadas, sem prejudicar a operação. 

Mais clientes fidelizados 

Uma frota mais produtiva e focada em melhorar sua performance consegue fidelizar mais clientes. Quando a operação é eficiente e as expectativas do cliente são atendidas, é muito provável que aquele cliente volte a fazer negócios com sua empresa.

A gestão de qualidade é focada em melhorar processos para aumentar a satisfação dos clientes. Por isso, é sempre bom ter em mente que cliente satisfeito é cliente fidelizado.

A gestão de qualidade ajuda a otimizar a logística da frota e fidelizar clientes

Como implementar gestão de qualidade na logística? 

Já explicamos como gerenciar a qualidade traz benefícios para a frota. Mas como aplicar isso na prática?

Muitas empresas de frota já fazem uma gestão de qualidade sem nem perceber, ao aplicar melhorias constantes. O que muda é a forma como essa gestão é estruturada, organizada e implementada. 

Primeiro de tudo é entender que o foco em qualidade deve ser algo recorrente. É um erro esperar os problemas surgirem para depois corrigir. Gerenciar a qualidade é justamente sobre se antecipar.

Para que você comece a organizar a qualidade na logística da sua frota, separamos alguns passos iniciais. Confira!

Defina os objetivos de qualidade

O que você espera alcançar com uma gestão de qualidade? A resposta para essa pergunta é o pontapé inicial para definir os objetivos de qualidade. 

Os objetivos vão nortear as ações que serão implementadas na logística da frota. Alguns exemplos de objetivos são: aumentar a taxa de fidelização de clientes; reduzir o consumo de combustível; melhorar a eficiência no uso dos veículos, entre outros. 

Identifique os processos críticos

O que está impedindo sua frota de atingir os objetivos que você definiu? Por essa pergunta, você pode identificar os processos que não estão funcionando do jeito que deveriam. E são neles que você vai focar neste primeiro momento. 

Esta etapa tem tudo a ver com a produtividade. E, de novo, não há regra aqui. Cada frota tem seus pontos de melhoria. 

Os processos críticos podem ir desde a falta de planejamento de rotas até a ocorrência de multas excessivas. Se necessário, converse com a sua equipe e faça um diagnóstico colaborativo. Quem está no dia a dia também pode trazer boas percepções.

Não esqueça de avaliar o impacto que cada processo traz para o cliente e para a frota. Isso vai ajudar a medir a urgência do que precisa ser resolvido primeiro. É momento de priorizar!

Defina os indicadores de desempenho  

Como saber se os objetivos foram alcançados e os processos corrigidos? Com a ajuda dos indicadores de desempenho

Os indicadores precisam deixar claro se a gestão de qualidade está funcionando. Por isso, precisam ser mensuráveis. Para deixar mais claro, vamos com os seguintes exemplos: 

Se o objetivo da sua frota é reduzir o custo com combustível, o indicador deve ser o valor gasto com combustível. É interessante que seja comparado o indicador antes e depois da gestão, para avaliar o resultado e os impactos das ações.

Já se o objetivo é ter um controle da jornada de trabalho dos motoristas, o indicador pode ser as horas trabalhadas e de descanso de cada profissional.

Antes de definir os indicadores, garanta que sua frota consegue medi-los de forma precisa. 

gestao de qualidade na logistica
Todos da empresa são responsáveis pela gestão da qualidade, não somente o gestor.

Treine a sua equipe 

Quem é responsável pela qualidade? Todo mundo! A gestão de qualidade na logística não é responsabilidade apenas do gestor. Toda a equipe precisa se envolver para os objetivos serem alcançados. 

Por isso, é essencial que a equipe entenda o que é qualidade, sua importância e o que é esperado da frota com essa iniciativa. Cada profissional da empresa deve estar engajado e motivado para que a gestão funcione. 

Uma sugestão é realizar treinamentos para explanar o assunto e tirar dúvidas. 

Monitore e avalie os resultados 

A sua gestão de qualidade está funcionando? Essa pergunta deve ser feita com frequência. E o mais importante é que a resposta sempre precisa ser clara. 

Implementar práticas de qualidade na frota só faz sentido quando conseguimos acompanhar os seus resultados. Para isso, lembre-se dos indicadores! 

É importante saber que nem sempre uma ação vai trazer os resultados esperados — e tudo bem! Sempre há tempo para corrigir a rota e ajustar o que for preciso. 

Isso só é possível quando o gestor e toda a equipe consegue identificar as melhorias e o que ainda pode ser melhorado. É essa busca constante por eficiência que vai tornar a sua frota mais produtiva e preferida pelos clientes.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *