automação industrial na logística

Quais seus benefícios da automação industrial para a logística?

O conceito de automação industrial não é totalmente novo, ao longo da história, o ser humano vem criando diversas formas de facilitar os processos de trabalho. Voltando ao passado podemos identificar uma série de invenções voltadas para a automação.

A primeira grande invenção do tipo que conhecemos é a roda, que foi criada em 3.500 aC com o objetivo de facilitar o transporte de itens diversos. Depois, vieram: moinhos de grãos, máquinas a vapor e à combustão, até chegar às máquinas elétricas, aos computadores e assim por diante.

Foi através da evolução alcançada por meio de cada invenção que chegamos ao que conhecemos hoje como automação industrial. Assim, com a utilização de máquinas, computadores e tecnologia da informação, processos são realizados de forma automatizada, sem a necessidade de intervenção humana.

Conheça um novo jeito de rastrear e monitorar os veículos da sua frota!

Siga a leitura para entender melhor o que significa automação industrial, sua origem, importância e aplicação no processo logístico.

O que é automação industrial?

Podemos dizer que a automação industrial é um passo além da mecanização. Enquanto a segunda depende de uma pessoa para realizar uma tarefa, a primeira o faz sem essa necessidade.

O que a automação industrial faz é substituir o raciocínio humano e permitir que tarefas sejam executadas automaticamente. Assim, se alcança um desempenho superior e as pessoas podem se dedicar a atividades estratégicas e desafiadoras.

Para que máquinas consigam realizar tarefas que antes demandavam intervenção humana são utilizadas soluções das seguintes áreas: mecânica, eletrônica e tecnologia da informação. 

Origem da automação industrial

No início do texto falamos sobre invenções que, ao longo dos séculos, vêm sendo desenvolvidas com o objetivo de facilitar os processos de trabalho. 

Contudo, conceito de automação mais próximo do que conhecemos hoje surgiu a partir do momento em que as máquinas começaram a realizar atividades que antes dependiam totalmente do ser humano.

Inicialmente, esses equipamentos não funcionavam de forma totalmente autônoma e dependiam um pouco mais de pessoas. Esse é o caso das primeiras máquinas semiautomáticas que foram criadas no século 18.

Com o passar do tempo, a tecnologia foi se desenvolvendo e, por volta de década de 1950, as máquinas passaram a funcionar de modo automático. Em seguida, o computador foi criado e aperfeiçoado, impulsionando o desenvolvimento da automação.

Mais recentemente, na década de 1990, os computadores se tornaram ainda mais eficientes e novos equipamentos para automação industrial foram criados. Tudo isso nos trouxe no ponto em que estamos hoje e a tendência é que a tecnologia se desenvolva cada vez mais.

Importância da automação industrial

A automação é importante por diferentes motivos, que podem ser resumidos em aumento da produtividade e eficiência. Assim, as indústrias conseguem suprir as demandas do mercado, fornecendo soluções de diversos tipos para a sociedade.

Veja, a seguir, outros motivos que mostram a importância e os benefícios da automação industrial:

  • Aumento da produtividade;
  • Maior controle sobre a produção;
  • Redução dos riscos de acidentes de trabalho;
  • Aumento da qualidade e precisão;
  • Redução de custos;
  • Otimização do uso de recursos.

Veja como usar a análise de dados para aumentar a eficiência dos seus carros

Níveis de implementação de controle e automação industrial

Como o conceito de automação industrial é um tanto quanto amplo e envolve diferentes tipos de soluções, foi criada uma hierarquia representada por uma pirâmide dividida em cinco níveis. Veja o que cada nível representa.

Nível 1

A base da pirâmide representa a área de produção, em que estão presentes uma grande variedade de dispositivos, sensores e tecnologias, incluindo: instrumentos de medição, atuadores e transmissores.

Nível 2

No segundo nível se encontra o controle do processo, são as redes industriais para automação industrial que funcionam como o cérebro por trás dos processos de produção. Exemplos: Sistema Digital de Controle Distribuído – SDCD e Controlador Lógico Programável – CLP.

Nível 3

No terceiro nível da pirâmide da automação industrial estão os sistemas de controle de supervisão e aquisição de dados e as interfaces homem-máquina (IHM). Os dados do processo são monitorados para se obter estatísticas e relatórios sobre a qualidade da produção.

Nível 4

O quarto nível de implementação de controle e automação industrial representa as soluções que monitoram todo o processo de fabricação, desde as matérias-primas até os produtos acabados.

Os gerentes conseguem ter visibilidade de todo o processo e a possibilidade de acompanhar o desempenho de colaboradores e equipamentos. Assim, podem utilizar esses dados para otimizar a eficiência da produção e reduzir ou eliminar o desperdício.

Nível 5

No topo da pirâmide o foco está na área administrativa e envolve o uso de sistemas de gestão de negócios, como os ERPs. Trata-se de um tipo de software para automação industrial e comercial que fornece informações ao tomador de decisões da empresa em todos os níveis da pirâmide.

Conheça o sistema gestão que aumenta a eficiência da sua frota com redução de custos

Aplicação da automação industrial na logística

Após abordarmos o que automação industrial faz de forma geral, agora iremos focar no setor logístico. Soluções voltadas para automatizar os processos da logística podem trazer muitos benefícios para uma empresa.

Um bom sistema de logística integrada reúne todas as ações ligadas ao processo logístico, permitindo que a companhia controle de forma mais eficiente os fluxos e atividades.

Observe as principais vantagens que a implementação de soluções voltadas para a automação industrial na logística pode oferecer para empresas da área.

Monitoramento simplificado – Ao utilizar uma solução voltada para o controle de frota para empresas fica mais fácil monitorar a equipe. Assim, se ganha em agilidade e qualidade, pois os processos passam a ser realizados de forma muito mais eficiente.

Informações centralizadas – A logística é um setor que envolve muitos processos e informações, a tecnologia ajuda a simplificá-los através da integração de dados.

Redução de falhas – Com um maior controle e facilidade na troca de informações, há uma redução de falhas, o que traz uma série de impactos positivos para o negócio.

Redução de custos – Uma das consequências da redução de falhas é a redução de custos. Afinal, com menos erros e desperdícios a empresa passa a utilizar os seus recursos de maneira otimizada.

Agora que você já sabe mais sobre automação industrial o que faz e seus benefícios para as indústrias e a logística, pode investir em soluções para tornar a sua empresa cada vez mais eficiente!

Esta publicação te ajudou? Confira outros conteúdos sobre questões de logística e gestão de frota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *